sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Acusada De Participação No Homicídio Do Taxista Alex É Liberada Pela Justiça

Iná Rocha de Souza 21 anos, acusada de ser suposta cúmplice no assassinato do taxista Alex Ferreira da Cruz ocorrido no último dia (14) de Dezembro foi liberada pela justiça.

A bandida havia sido presa com o seu compassa Alisson Vinhas 24 anos, vulgo "Biri" antes do assassinato do taxista por tráfico de drogas, fugindo do presídio de Porto Seguro dias depois. Informações dão conta que o bandido ao lado de sua companheira, havia solicitado uma corrida saindo da Avenida, Dr. João Vargens, Centro de Camacan com destino a cidade de Canavieiras. O corpo do taxista foi encontrado no distrito de Ouricana um dia depois do seu sumiço. Dois dias após o assassinato do motorista, Alisson tombou em confronto com a polícia militar em Mucuri no Extremo Sul da Bahia, após resistir à voz de prisão. A cumplice, que estava em sua companhia se entregou sem resistência.

Segundo informações, Ina Rocha negou em seu depoimento qualquer participação no homicídio de Alex Ferreira, dizendo ela, não ter entrado no veículo naquele dia. Ainda segundo informações ela argumentou que teria pegado uma lotação para Porto Seguro, enquanto o seu comparsa Alisson, esse sim teria se deslocado para Canavieiras ao lado do taxista.

Informações preliminares dão conta que o argumento para a liberação da suposta criminosa, é que não há nada que comprove a participação dela “Iná Rocha” no homicídio.

Para a inteligência da polícia é estranho à negativa dela, pois a acusada estava acompanhada do bandido na hora do confronto com a polícia militar. Outro fato que chama atenção é que o Prisma Placa PJI - 7649 carro que pertencia a vítima foi encontrado em Arraial D'ajuda local onde supostamente ambos estavam escondidos antes do confronto.

A polícia continua investigando o crime para tentar coloca-la de volta a cadeia.

Por: Ney Amaral (andaiafm.com.br)

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Carro De Taxista Assassinado Em Canavieiras É Encontrado Em Porto seguro

Após informações de moradores da localidade, uma guarnição da Polícia Militar deslocou na manhã desta quarta-feira (20), até uma estrada que dá acesso à balsa, em Arraial D'Ajuda, distrito de Porto Seguro, onde localizou um veículo abandonado. Trata-se do veículo GM/Prisma que pertencia ao taxista Alex Cruz Ferreira, 38 anos, que teve sua vida ceifada após o roubo do mesmo por um casal de bandidos que se passou por clientes, em Canavieiras no ultimo dia 14/12.

O carro foi encontrado já sem as placas e só foi possível a identificação depois que os policiais consultaram a numeração do chassi no sistema de cadastros da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, onde já acusava o veiculo como sendo "veiculo furtado". A ocorrência devera ser registrada na Delegacia Territorial de Porto Seguro.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Canavieiras: Prefeitura Distribuirá Brinquedos No Natal

A distribuição ocorrerá na Praça da Bandeira, no próximo domingo (24), a partir das 08 horas da manhã. O evento terá a animação da banda Yara Kids. Serão distribuídos dezenas de bolas, bonecas, carrinhos e outras lembranças, conforme informações do próprio prefeito ao radialista Paulo José. Segundo os organizadores, as milhares de crianças que forem à praça onde a prefeitura estará realizando o evento, terão um fim de ano como nunca se viu em Canavieiras.

Interpelados sobre os critérios que a prefeitura adotaria para distribuição dos presentes às crianças, nos foi informado que para ter direito aos brinquedos, as crianças precisam estar matriculados na rede municipal de ensino e terem idade de creche (até 12 anos). Também nos disseram que todas as escolas de Canavieiras já estão com suas fichas para distribuição entre os alunos e que todo o interior também já foi contemplado.

Apuramos que a distribuição será feita nos dias 21, 22 e 23 no interior. No dia 24 será a vez da sede do município.

Uma integrante da equipe de governo municipal também nos disse que a Secretaria do Bem Estar Social estará visitando todos os bairros da cidade para identificar as crianças que não estão estudando ou que ainda não têm idade escolar, para que, se ainda houverem fichas, estas serem beneficiadas com os presentes.

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Vida De “Ostentação” Leva Jovens Para O Mundo Do Crime

Tem muitos jovens ingressando no crime. E um fato que contribui é a impunidade. Afinal, não é raro vermos pessoas aparentemente bem sucedidas circulando em potentes carros e motos e sequer trabalham.

Para os jovens que ainda estão formando suas personalidades é um incentivo. Assistem aos amigos se tornarem bem sucedidos no crime e passam a ter a certeza de que o crime compensa.Em alguns casos, os pais também possuem sua parcela de culpa. A criança ou adolescente chega em casa com uma bicicleta e os pais não investigam a procedência. Depois chegam com uma moto, com um carro e quando menos esperam, são surpreendidos com a Polícia em suas portas prendendo os filhos.

A falta de limites, somada à omissão, pode levar ao crime e o resultado é sempre a cadeia. E para piorar, alguns pais terceirizam a educação dos filhos aos professores. O que é um grande equívoco. Os professores sentem na pele a falta de educação de berço. Alguns pais não impõem limites e sequer sabem com quem seus filhos estão andando. Há um ditado popular que diz muito: “Diga-me com quem tu andas e direi quem tu és”.

Por: Prof Paulo Roberto da Silva (blog De Olho Em Canes)

Canavieiras: Abaixo-Assinado Pela Redução Da Taxa De 80% Cobrada Pela EMBASA Já Conta Com 8 Mil Assinaturas

Moradores de Canavieiras se organizaram em um abaixo-assinado para tentar reduzir a taxa que é cobrada pela EMBASA - Empresa Baiana de águas E Sanamento Básico, de 80% sobre o valor do consumo de água de cada residência, que hoje é regulamentada pelo decreto estadual Nº 7.765 de 08 de março de 2000, veja abaixo o que diz o Decreto sobre a taxa:
"Art. 30 - A concessionária cobrará pelo esgotamento um percentual sobre a tarifa de água, para cobrir, juntamente com a tarifa de água, seus custos de operação, manutenção, depreciação, provisão de devedores, amortização de despesas e remuneração dos investimentos, conforme discriminado a seguir:
I - sistemas de esgotamento sanitário, do tipo convencional, localizados na Região Metropolitana de Salvador e nos demais Municípios do Estado – 80%;"
Outras cidades da Bahia já conseguiram através de suas Câmaras de Vereadores com o aval da Justiça realizar esse feito, a exemplo de Jequié, Guanambi e Feira de Santana que baixaram de 80% para 40% o valor cobrado. Diferentemente das cidades citadas, aqui em Canavieiras, a nossa Câmara de Vereadores demorou para se manifestar a respeito, a não ser por uma Audiência Pública pouco produtiva quando o assunto foi levado á população. Depois disto, nada mais foi feito.

Cansados de esperar, alguns cidadãos liderados pelo servidor público municipal Franklin Silva resolveram arregaçar as mangas e partiram para a coleta de assinaturas de outras pessoas insatisfeitas com a cobrança da taxa. Segundo Franklin, já foram coletadas cerca de 8.000 (oito mil) assinaturas, as quais serão apresentadas às autoridades responsáveis. Alguns políticos baianos com representação na cidade, a exemplo dos deputados estaduais Eduardo Salles e Ângela Sousa, além dos deputados federais Bebeto Galvão e Davidson Magalhães, também estão cientes do pleito e já se prontificaram ajudar a população no processo de redução da taxa.

A exploração do serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário em Canavieiras, ao que se sabe esta pautado sob a lei municipal 036/1971 de 20 de setembro de 1971, que autorizou a formalização do contrato de concessão entre o município de Canavieiras e a EMBASA, um contrato que se ainda estiver válido, tem mais de 46 anos e foi atualizado em 21/02/2011, através da lei municipal 936/2011, a qual trata sobre a prestação de serviço públicos de água e esgotamento sanitário. Nessa lei, dentre outros direitos e deveres do usuário, também se encontra a limitação da cobrança da taxa de esgoto em 10% do valor do consumo de água em todo território do município de Canavieiras, muito longe dos 80% que hoje a EMBASA cobra.

É com base nessa informação que o grupo que está à frente do movimento em prol da redução de 80% para 40% da taxa de esgoto visa entrar com representação junto ao Ministério Público Estadual. Há quem diga também, que a luta é inglória e perdida pois a Lei Municipal não teria força ante a Lei Estadual, porém há de levar em conta que a Lei Municipal era a única que normatizava o contrato com a EMBASA à época da assinatura do mesmo. 

A EMBASA, por sua vez, se apega na Lei Federal Nº 11.445, de 05 de Janeiro de 2007 que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico. Mas, veja o que diz a lei 11445 em seu artigo 11, inciso I:
"Art. 11. São condições de validade dos contratos que tenham por objeto a prestação de serviços públicos de saneamento básico:
I - a existência de plano de saneamento básico;"
Bem, mas, o que se pretende com tudo isso? Ora, se a lei que instituiu o Plano Municipal de Saneamento Básico só passou a existir em 2012 através da lei municipal 979/2012, no que a EMBASA se baseava para a cobrança (se houve) da taxa de esgoto de 80% antes desta lei? Outro ponto a ser considerado é saber por quanto anos foi concessão à EMBASA, para a exploração do serviço público de águas e saneamento básico? Se o contrato de concessão foi assinado em 1971 e não há após esse ano, nos arquivos da Câmara de Vereadores de Canavieiras, autorização para assinatura de um novo contrato, este, pode ter perdido sua validade, deixando a cobrança da taxa de esgoto ilegal. Um assunto complexo, uma luta difícil, mas, com muitas possibilidades.

domingo, 17 de dezembro de 2017

Membros Do PCC Participaram Do Sequestro E Morte Do Cigano Iran Em Agosto

A Polícia Civil da Bahia ficou intrigada porque membros do PCC- Rio participaram da Morte do Cigano Iranildo Gama Queiroz (Iran), sequestrado no dia 08 de agosto desse ano, na Zona Norte de Ilhéus. 

Na época, cinco integrantes da quadrilha foram presos. Entre eles, Adilson Pimentel (o lobo), e André Luiz Carvalho (o André Goiano) integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa nascida em São Paulo, mas que hoje está presente em mais de 20 Estados brasileiros e em outros países próximos do Brasil. Trata-se de uma organização criminosa que movimenta milhões de reais por ano, alicia milhares de criminosos em uma rede e planeja diversos tipos de atos ilícitos no país.

No caso do Cigano Iran, mesmo com a suposta identificação dos mandantes do crime, a presença desses membros do PCC se tornaram alvo de investigação por parte da polícia.

O Sequestro:

Na tarde de 8 de agosto de 2017, por volta das 15hs, o cigano Iranildo foi levado de um bar, no Bairro Iguape, em Ilhéus, por homens fortemente armados, que chegaram em diversos veículos. O grupo trajava camisas pretas com inscrições pintadas em branco com o nome “Polícia Civil”. Todos fugiram em direção à região da península de Maraú e poucas horas depois a polícia conseguiu apreender três carros utilizados na ação: uma pick-up Fiat Toro, cor Branca, um Palio Cor cinza, e um Ecosport cor Branca. A quadrilha exigiu R$ 5 mil Milhões como pagamento para liberar a vítima e a família chegou a depositar R$ 500 mil, mas, mesmo assim, Iranildo foi assassinado.

Esse desfecho também deixou a polícia intrigada. Porque, mesmo tendo suas exigências atendidas o cigano ainda foi assassino e seu corpo foi esquartejado e dado para animais comerem.

Contudo, a Polícia ainda chegou à época a prender toda a quadrilha, e segundo informações da época, os supostos mandantes do crime.

Então fica a pergunta: Porque membros do PCC estavam envolvidos no crime? E, porque mesmo tendo recebido o resgate, a vítima ainda assim foi assassinada?

Próximos capítulos dessa história ainda devem trazer à tona muita coisa escondida por debaixo do pano. 

Iranildo era uma pessoa influente na sociedade da região e tinha muitos amigos espalhados por toda a Bahia. Em Canavieiras, tem um empresário de Itabuna que faz parte do governo municipal atual que era muito ligado ao cigano. Com informações do blog Informe 50.

sábado, 16 de dezembro de 2017

Mucuri: Assassino De Taxista De Camacã Morre Em Confronto Com A CIPE/Mata Atlântica

Na tarde deste sábado (16) a CIPE/Mata Atlântica (CAEMA), após receber denúncia anônima informando paradeiro dos criminosos responsáveis pela morte do taxista Alex Cruz Ferreira, as guarnições deslocaram para a cidade de Mucuri, no extremo sul baiano. Segundo a denúncia, um dos homicidas, estava utilizando uma motocicleta, soube-se, depois, que os marginais estavam tentando fugir para o estado do Espírito Santo.

Com essa informação, policiais militares da CIPE/Mata Atlântica (antiga CAEMA), montou uma barreira policial na entrada da cidade e deu voz de parada ao condutor da motocicleta, apontada na denúncia, mas esse não atendeu a ordem e passou a realizar disparos com arma de fogo contra os policiais. Segundo os policiais, o criminoso só cessou a resistência quando foi alvejado pelos disparos. Socorrido ao Hospital Municipal de Mucuri, foi identificado como Alysson de Souza Vinhas, 24 anos, que não resistiu ao ferimento e faleceu.

Uma segunda equipe da CAEMA deslocou-se até a residência apontada como esconderijo dos meliantes, onde localizou e prendeu a segunda participante da morte do taxista Alex, tratava-se de Ina Rocha dos Santos, 21 anos, companheira de Alysson. No local da prisão de Ina, foram encontradas drogas e alguns pertences da vítima.

Com Alysson foi apreendido um revólver calibre 32, com 04 munições deflagradas e 02 intactas. Alysson e Ina possuem vários registros criminais, por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, a dupla age desde 2011, quando Ina ainda era menor.

Relembre O Caso:

Na quinta-feira (14) o casal contratou o taxista com a desculpa de uma viagem da cidade de Camacã para Canavieiras, porém, o taxista não chegou ao destino final da viagem, sendo o corpo do taxista encontrado na região de Ouricana, Distrito de Canavieiras, com vários tiros a queima roupa. Com informações da Assessoria de Comunicação da CIPE/Mata Atlântica.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Canavieiras: Corpo De Taxista É Encontrado Em Ouricana

Foi encontrado na tarde de hoje (15) o corpo do taxista Alex Cruz Ferreira, 38 anos, da cidade de Camacã que estava desaparecido desde a tarde de ontem, quinta-feira (14). O corpo foi encontrado por populares na zona rural de Canavieiras, próximo ao distrito de Ouricana, polícia civil já foi informada que por sua vez acionou o Departamento de Polícia Técnica DPT/Ilhéus que se fará presente para o levantamento cadavérico.
As Polícias militar e Civil concentrarão seus esforços, a partir de agora, para localizar e prender os autores deste latrocínio (roubo seguido de morte). Os principais suspeitos já foram identificados pelas autoridades como sendo Alisson Vinhas, vulgo "Biri" e sua comparsa conhecida por Iná, eles são considerados foragidos da justiça também por outro crime na cidade de Porto seguro. As ultimas informações dão conta que o veículo roubado do taxista foi visto na cidade de Eunápolis. Qualquer informação que leve aos assassinos ou sobre o veículo da vítima, um Prisma de cor prata e placas PJI-7649, ligue para o telefone da Polícia Militar mais próximo (190) ou para o número 3283-1113 da Polícia Civil em Camacan.

Camacan: Continuam Buscas Por Taxista Desaparecido. Casal de Suspeitos É Identificado, Mas Ainda Não Foi Preso

Continua desaparecido desde a tarde de ontem, quinta-feira (14), o taxista Alex Cruz Ferreira, 38 anos, com ponto fixo na Avenida Dr. João Vargens, centro de Camacan. Segundo informações de colegas, ele teria pego uma corrida com um casal que informou estar indo para a cidade de Canavieiras, mas até o momento não retornou para sua família, nem para sua base de trabalho, depois de acertarem o frete, o taxista não mais foi visto.

A polícia já identificou o casal de suspeitos como sendo Alisson Vinhas (vulgo Biri) e sua mulher conhecida por Iná, segundo informações a mulher parece estar grávida. Já se sabe que o casal acusado de sequestrar o taxista já havia sido preso, numa outra ocasião, na cidade de Porto Seguro por tráfico de drogas, quando fugiram da delegacia.
Os bandidos Alisson "Biri" e Iná na ocasião que foram presos em Porto Seguro
Imagens de câmera de segurança também registraram o momento em que os acusados se encaminhavam para embarcar no táxi de Alex.

Pela manhã chegaram a circular informações de que o casal havia sido preso, porém, isso não aconteceu.

Os bandidos continuam foragidos. Familiares da vítima e as Polícia Civil e Militar seguem nas diligências. Também na manhã de hoje, chegaram informações ainda não confirmadas pela polícia de que o veículo de Alex foi visto na cidade de Eunápolis sendo conduzido por outra pessoa.

O veículo é um Prisma de cor prata e placas PJI-7649, quem tiver alguma informação sobre o paradeiro do taxista, favor ligar para 190 da Polícia militar ou para a Polícia civil de Camacan pelo telefone: 73-3283-1113

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Canavieiras: Assassino De " Seu Naguinho" É Condenado A 15 Anos De Reclusão


O idoso Carlos Florentino Delmondes, 74 anos, conhecido por “Naguinho”, foi encontrado no dia 13/10/2016, em uma área de mata situada na região do Sarampo, Zona Rural do município de Canavieiras e estava desaparecido desde dia 09/10/16.

O cadáver foi encontrado por volta das 14:00h, após o réu que foi julgado na data de ontem (30), ter confessado a autoria e localização do corpo. O depoimento dele, à época, levou a polícia até o local onde estava o corpo. Naquela oportunidade, um segundo suspeito também havia sido preso, por indicação de "Galego", que também o acusou de participação no crime, com eles foram encontrados, 01 veículo Agile Prata, placa de Guarulhos SP, 02 Motos e 01 Espingarda calibre 44.

Reviravolta

No 14 de junho de 2017, a Juíza de Canavieiras-BA, Dra. Karina Silva de Araújo, após longa audiência, seguindo parecer do Ministério Público, liberou Jorge de Jesus Oliveira, popularmente conhecido como “Nego Jorge”, preso desde outubro de 2016. A liberação se deu porque “Galego”, em seu depoimento na Justiça, afirmou que enquanto aguardava transferência para Canavieiras na cadeia de Santa Luzia, o ex-carcereiro o teria torturado e o ameaçado de morte com uma arma de fogo na cabeça, acaso não colocasse “Nego Jorge” na cena do crime. No curso da audiência, apurou-se que “Nego Jorge” teria sido vítima de perseguição e, colocado Injustamente na cena do crime pelo ex-carcereiro, Joilson Santos de Jesus, após ameaças de morte ao verdadeiro autor do fato, Givanildo Conceição dos Santos, o “Galego”. Uma vez apontado como coautor do crime, “Nego Jorge” foi preso em sua residência pela polícia militar, no dia 13 de Outubro de 2016, tendo amargurado mais de 8 meses de prisão na Penitenciária de Ilhéus.
Galego: réu confesso do crime
Em seu depoimento, “Galego” assumiu toda empreitada delitiva, informando à justiça que o crime teve como mote um empréstimo de R$ 6.000,00, feito pela vítima, para que ele, o “Galego”, pagasse por meio de serviços na extração de piaçava, na região de Piatã, Canavieiras, onde o idoso possuía uma área de terra.

Não tendo cumprido com a sua parte no acordo, o “Galego” passou a ser cobrado insistentemente pelo Seu Naguinho, sendo que a última ligação de cobrança fora realizada na noite do domingo anterior ao crime, dia 09 de outubro de 2016, quando então, “Galego” informou ao referido senhor que estava com o dinheiro, e que o mesmo pudesse vir na segunda pela manhã para recebê-lo.

Ao chegar na Vila São João, por volta das 07h20min, a vitima foi colocada no carro de “Galego”, que o levou até o local de extração de piaçava, localizado na região de Canavieiras, e lá o matou com diversas pauladas, escondendo o corpo por baixo de costaneiras.

A Promotora do caso, Dra. Mayanna Ferreira Ribeiro, requereu à justiça extração de cópias dos depoimentos, informando nos autos que abrirá investigação para apurar a conduta criminosa do ex-carceiro de Santa Luzia, Joilson Santos de Jesus, o qual já responde pelo crime de extorsão na Vara Crime de Santa Luzia, e que agora poderá ser condenado pelos crimes de denunciação caluniosa, ameaça, porte ilegal de arma de fogo e lesão corporal, cujas penas, quando somadas, chegam a mais de 10 anos.

Após comprovada a não participação de "Nego Jorge" no crime, seu O advogado, Dr. Gilberto Soares, informou que entraria na justiça contra o Estado, com pedido de indenização pelos danos morais sofridos pelo seu cliente, em decorrência da injusta prisão e da exposição indevida de sua imagem.

Nesta quarta-feira (30), em sessão do Tribunal do Juri no fórum Ministro Pedro Santos, com a participação de 07 jurados e presidida pela juíza Drª Karina Silva de Araújo, que teve a representação do Ministério Público, através da Promotora Drª Mayanna Ferreira Ribeiro, que travou um embate acalorado com o Dr Élio Pereira de Souza, advogado que assumiu a defesa do réu, após a defensora anterior ter abandonado a defesa de "Galego", alegando que o mesmo estava mentindo para ela.

O julgamento, que foi longo e cansativo (cerca de nove horas), ficou marcado pelo depoimento emocionado do irmão da vítima, que aos prantos falou sobre a importância de seu irmão para a família. A participação popular foi pequena, cerca de 15 pessoas estiveram acompanhando a reunião, em sua maioria familiares da vítima e pouquíssimos parentes do réu.

O crime gerou grande comoção popular na data de seu acontecimento, há um ano atrás. Givanildo Conceição dos Santos, 41 anos, vulgo "GALEGO", que está preso desde a época do crime e confessou o assassinato e ocultação de cadáver de "seu Daguinho", foi condenado a 15 anos e 10 dias de reclusão.