quarta-feira, 28 de maio de 2014

Mato toma conta de escola que deveria atender juventude de Canavieiras e Una

Descaso com dinheiro público (foto unanamidia)
O Governo da Bahia demonstra mais uma vez a sua despreocupação com a educação baiana. Uma escola que deveria atender cerca de 900 alunos, localizada no município de Una, mais precisamente no povoado de Oiteiro, distante 10 km da sede do município, encontra-se totalmente abandonada desde que foi concluída sua construção, há mais de 01 ano.
 
A obra foi resultado de uma parceria entre a prefeitura de Una e o Governo do Estado da Bahia no ano de 2010, porém, mesmo tendo sido entregue pela empreiteira desde abril de 2012, foi deixada abandonada. Moradores do povoado informaram que um antigo funcionário da empreiteira é quem "cuida" do local, o qual utiliza como moradia, razão pela qual a escola ainda não foi depredada por vândalos, mas a natureza é impiedosa e as instalações já se encontram tomadas pelo mato. Um claro sinal de desrespeito total ao dinheiro público.

foto: unanamidia
O que era pra ser uma escola profissionalizante para servir às comunidades de Una e Canavieiras, tornou-se mais um "elefante branco" nas mãos de políticos que não têm o mínimo respeito por aquilo que deveria ser um dos pilares da sociedade: a educação. A ideia inicial era que a Instituição de ensino oferecesse para os nossos jovens, cursos de eletricidade, informática, eletrotécnica e outros, porém sequer os mobiliários foram adquiridos.

O espaço físico da escola é composto por 06 (seis) salas de aula, 01 (um) laboratório de informática, cozinha ampla e refeitório, além das salas de direção e coordenação. Com informações do blog unanamidia.
foto: unamidia
As fotos abaixo são de pouco tempo depois da escola ter sido concluída e entregue pela empreiteira:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários aqui manifestados são de única e exclusiva responsabilidade de quem os escreveu, Vedado o anonimato e NÃO representam a opinião do blog do sargento. A liberdade de expressão é um direito garantido na Constituição Federal, exerça-o com prudência e respeito.